Melhores da Base

Notícias |

Ricardo Miúra - Psicologia do Esporte | 26/11/2015 às 21:22:00

Até Quando Esperar

Brasil é o país do futebol ?

Ricardo Miúra - Psicólogo Esportivo


 
O Futebol é um mercado de trabalho extremamente concorrido.
Já imaginou quantos atletas ficam à disposição por ano para os campeonatos PROFISSIONAIS?
Brasil é o país do FUTEBOL, como diria a música do Skank  “...quem não sonhou em ser um JOGADOR de futebol?”
Então, qual é o diferencial do atleta que consegue projetar-se?
Vamos investigar a formação de base dos clubes, levantar dados, pesquisas e estatísticas para concluir um denominador comum, a capacidade qualitativa PSICOLÓGICA do atleta PROFISSIONAL.
É lógico que o atleta deve apresentar um conjunto de capacidades onde as Ciências do Esporte cada vez mais evoluem no desempenho técnico e físico, porém existem as condições básicas como a genética, o desenvolvimento humano, o nível de aprendizagem que é decorrer da educação, as capacidades de treinamento, a inteligência emocional, o histórico nutricional, o diagnóstico de lesões e doenças, as relações familiar e social, além da assessoria na carreira futebolística.
Realmente, é o mais concorrido Vestibular chamado “Futebol”, pois em toda criança é incutido socialmente ser JOGADOR.
Assim, é visível como o fator emocional tem selecionado os candidatos mais preparados ao SUCESSO, pois o Futebol é uma PROFISSÃO sobre PRESSÃO em todas dimensões.
Recentemente, presenciamos à final do Campeonato Paulista de Futsal sub-8 (8 anos), entre Palmeiras e Corinthians, onde as famílias cobravam aos berros o desempenho de seus filhos em quadra contra o seu arqui-inimigo, onde o nervosismo tomava conta dentro e fora de quadra.
Em meus 16 anos de Psicólogo do Esporte, no Futebol, pude observar mais de 30mil atletas pelos clubes que trabalhei, como PORTUGUESA, SÃO PAULO, CORINTHIANS, PARANÁ CLUBE, BRAGANTINO entre outros, e presenciei PROJETOS de formação de atletas que tiveram SUCESSO  em projetar diversos atletas em seu PRÓPRIOS CLUBES: 
Portuguesa de Desportos  – Ricardo Oliveira. São Paulo  –  Cléber (Gladiador), Diego Tardelli, Fábio Santos, Edcarlos, Marco Antonio, Hernanes, Jean, Denílson, Breno, Wellington, Henrique, Casemiro e muitos outros. Corinthians Pta. – Lulinha e Dentinho. Paraná Clube  – Rodrigo Pimpão, Kelvin, Rodolfo, Alex (Muralha). Bragantino  – Vinicius. Entre tantos outros.
A virtude foi existir uma equipe ASPIRANTE ou denominada Profissional B para que os atletas pudessem “canchar”, ganhar experiência em torneios profissionais para que estivessem “MADUROS” para as exigências do PROFISSIONAL, hoje extinta esta categoria e assim, jogadores são emprestados a outros clubes e ao retornar acabam todos dispensados ao término dos seus contratos,  sem aproveitamento para o clube FORMADOR (isto serve de debate para um outro momento).
A transição da categoria de BASE para o PROFISSIONAL requer um planejamento adequado à filosofia do clube e uma equipe de profissionais especializados em Carreira Profissional do atleta.
Com certeza, existe um PERFIL de VENCEDOR, porém o treinamento PSICOLÓGICO vai preparar o atleta para resistir a PRESSÃO e superar a maioria das ADVERSIDADES  e tornar a MENTE VENCEDORA .
VENCEDOR é sinônimo de TREINAMENTO com QUALIDADE e INTELIGÊNCIA.
Sucesso a todos ATLETAS e que um dia possamos trabalhar juntos.




 



« voltar




Giro da base


DESTAQUES

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS


MELHORES DA BASE © 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS