Melhores da Base

Notícias |

Curiosidade | 23/02/2018 às 18:43:00

Qual melhor Goleiro BRASILEIRO com a letra "B" VIU jogar ?

Esses são meus preferidos


Esses são os cinco melhores que eu vi jogar e os seu preferidos, quais são ? 


          Qual o melhor Goleiro BRASILEIRO, VIU jogar ? lembrando que só vale Goleiros BRASILEIROS e que VIU jogar.
O meu preferido é Borrachina que jogou pouco pelo Botafogo, mas pela partida histórica da quebra da invencibilidade do Flamengo, que ultapassaria o recorde do próprio Botafogo*...


Perivaldo, Ruço, N. Andrade, Renê, China e Borrachinha. Agac: Gil, Mendonça, Marcelo, Renato Sá e Ziza. Equipe que derrotou o Flamengo.


O Botafogo ficou 52 jogos sem perder entre 1977/1978, perdendo sua invencibilidade quando enfrentou e perdeu para o Grêmio no Maracanã por 3 a 1, com dois gols do jovem atacante Renato Sá, em 1979 o Flamengo chegou aos 52  jogos sem perder, e enfrentou o Botafogo, que vinha com alguns desfalques entre eles do Goleiro Zé Carlos, um dos líderes da equipe e o Botafogo venceu o Flamengo por 1 a 0, gol de Renato Sá (que estava emprestado ao Botafogo) destaque para o também jovem Goleiro Borrachinha que pegou tudo, não deixando o Flamengo bater o recorde do seu Botafogo.

       E por estar no Maracanã e ter assistido e presenciado a esses dois jogos históricos, por toda mística e curiosidades que envolveram esse confronto, 'Ele' é meu escolhido!
Provavelmente seria o Bruno, não fosse pela monstruosidade pela qual se envolveu, que acabou comprometendo a sequencia de sua carreira que agora poderiamos estar falando de um Goleiro com passagem pela Seleção Brasileira (O que fatalmente aconteceria) e provavelmente com participação em Copas do Mundo, mas mesmo com todo o acontecido não posso me furtar de cita-lo entre os melhores. Além dos Cinco escolhidos também tenho que citar: Birigui (Guarani entre outros), Bira (Londrina, entre outros), Braulino (Fluminense entre outros), Bruno Landgraf, O Bruno "Alegria" (São Paulo), Borges (Vitória entre outros), Bocaiúva (Cruzeiro entre outros), Beto (Grêmio entre outros) e Betinho (América-SP entre outros)...
     

Meus Cinco preferidos são esses



BORRACHINHA


José Luiz de Moura, o ‘Borrachinha’ (Rio de Janeiro, 15 de Outubro de 1949) Iniciou no futsal aos 14 anos, no Vasco da Gama e da AABB, aos 15 anos, passou a treinar futebol de campo nas Categorias de Base do Flamengo, não teve chances na equipe principal. Transferiu-se para o futebol do Amazonas, onde defendeu o Fast em 1972, Rio Negro em 1972 e 1973, e o Nacional de 1973 a 1976. Em 1977 voltou para defender o Botafogo. E fez parte da gloriosa equipe que ficou 52 jogos invictos em 1977/1978, um recorde na história do clube, contratado pelo Joinville em 1980, onde permaneceu até 1982, teve curtas passagens por Sergipe e Operário de Mato Groso do Sul. Teve uma segunda passagem pelo Joinville nos anos de 1983 e 1984. Transferiu-se para o Blumenau em 1985. E finalmente encerrou a carreira em 1986, após disputar a segunda divisão do Campeonato Paulista pelo Batatais. Goleiro emblemático, Tinha 1, 78 de altura e compensava a baixa estatura com elasticidade e incríveis defesas. 


BOSCO

João Bosco de Freitas Chaves, o Bosco (Escada-PE, 14 de Novembro de 1974), Bosco, iniciou a carreira em Vitória de Santo Antão, no Clube Vitória, no Sport Recife, destacou-se, chegando à Seleção Brasileira. Jogou também pelo Cruzeiro, pela Portuguesa de Desportos e, em 2003, novamente pelo Sport, Fortaleza. No final de 2005, foi contratado pelo São Paulo, onde encerrou a carreira em 2011.  


BARBIROTTO

Antônio Barbeirotti Júnior, mais conhecido como Barbirotto (São Paulo, 19 de Setembro de 1959), iniciou aos 12 anos no futsal do Palmeiras. Mais tarde iniciou no futebol nas Categorias de Base do São Paulo, onde ficou de 1981 a 1985, América (em 1986 e 1989), onde conseguiu a façanha de ficar 768 minutos sem sofrer gols, também passou por Joinville, no Juventus, Ferroviário, Bangu, Bragantino, XV de Piracicaba, Caxias (onde sofreu uma fratura de crânio, em 1990) e Noroeste, onde, em 1992, pendurou as 'luvas'.


BRUNO

Bruno Fernandes das Dores de Souza, O Bruno (Ribeirão das Neves, 23 de Dezembro de 1984) Começou nas Categorias de Base do tradicional Venda Nova. Antes de virar profissional, jogou no Santa Cruz, de BH, e no Tombense, da cidade Tombos. Em 2002, Bruno chega as Categorias de Base do Atlético Mineiro, deixou o Galo, com 59 jogos e 67 gols sofridos, 
 
 

BRIGATTI

João Dermival Brigatti, ou simplesmente Brigatti, (Campinas, 14 de Março de 1964) Começou nas Categorias de Base da Ponte Preta e despontou no futebol em 1983, após defender com sucesso a Seleção juniores (Sub-20) do Brasil. Ostenta a marca de 202 jogos pela Macaca – é o segundo goleiro que mais vezes defendeu a camisa, atrás apenas de Carlos Gallo. 
 

 
E também tenho que citar os "Estrangeiros": Bats, Bertrand Demanes e Barthez (França), BuffonBallotta (Itália). 




Borrachinha fala sobre um dos jogos mais emblemáticos da história de Botafogo x Flamengo



« voltar




Giro da base


DESTAQUES

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS


MELHORES DA BASE © 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS